Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

A maçã podre

Saí do trabalho cansada. E ainda tinha de ficar à espera dos meus filhos, duas horas. Felizmente, tinha comigo o fato de treino e os ténis. Troquei de roupa e fui andar para a marina.

 

Gosto de caminhar, sozinha, à beira mar. Os pensamentos surgem a um ritmo certo  e as ideias ocupam o seu lugar.

 

Após ter percorrido o percurso, desde o início da marina até ao extremo do molhe por diversas vezes, decidi parar na esplanada a beber uma àgua.

 

Escolhi uma mesa com sombra e sentei-me de frente para o mar.

 

Na mesa ao lado estava uma senhora e uma criança. Avò e neto.

 

Era, dada a proximidade, impossível não ouvir o que diziam.

 

A avó estava a contar ao neto a história das maçãs.

 

"... na mesma taça, estavam várias maçãs diferentes, verdes, vermelhas, golden, de inverno, enfim, de variados tipos, mas havia uma que estava podre. Apenas uma. A dona da casa, apressada como sempre, viu-a mas não a pôs no lixo.

- Fica para logo. Logo ponho-a no lixo. Agora não tenho tempo.

Esqueceu-se naquele dia e nos dois dias seguintes. Quando voltou a olhar para as maçãs, estavam todas podres, Umas totalmente, outras só um pouquinho.

Apenas uma maçã, tinha sido o suficiente para estragar as outras."

 

- Percebeste? Acontece o mesmo com as pessoas más. Ou se toma muito cuidado e nos afastamos, ou ficamos iguais a elas.

- Sim, "vó", percebi.

- Ainda bem. Tu és um menino bonito e esperto.

- Obrigado, "vó". Não quero ficar podre. Tenho de afastar-me das maçãs más.

 

Dei um sorriso e pensei: quantas maçãs podres andam a apodrecer o que de melhor existe entre as pessoas? Quão fácil é juntarmo-nos ao mal e quão difícil mantermo-nos fiéis à verdade, à amizade, ao amor...

 

Quão infelizes devem ser as maçãs podres?!  E quão invejosas da felicidade alheia?!

 

Gostei da analogia entre as maçãs e a vida...

 

 

 

sinto-me: bem
escrito por Eusinha às 08:51

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De a viela da duquesa a 19 de Junho de 2009 às 09:28
adorei a história da maça, que por acaso até ne, conhecia.
bom fim de semana
De libel a 19 de Junho de 2009 às 16:54
Adorei!!fez-me lembrar uma história que estou sempre a contar aos meus filhos...acho que agora vou passar a contar a das maçãs, para não chatear muito...eheheheh...vou então contar só mais uma vez:

Os dois lobos

Um velho índio contou ao seu neto que existe uma batalha que toda a gente tem que travar dentro de si.

Ele disse, esta batalha dentro de nós é entre dois lobos.

Um é mau. É a cólera, inveja, ciúme, amargura, desgosto, arrependimento, cobiça, arrogância, lamentação, culpa, ressentimento, inferioridade, mentira, vaidade, soberba, complexo de superioridade e o ego.

O outro é bom. É a alegria, paz, amor, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e confiança.'

O neto pensou um pouco e perguntou: 'Qual dos lobos vence?'

O velho índio respondeu simplesmente, 'Aquele que alimentares.'

Beijinhos e Parabéns pelo blog ...está lindo!!
Iz@

Comentar post

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Cansa-me o egoísmo

. Apetece-me dizer um palav...

. Bom dia! E um sorriso.

. Entre partir e ficar

. ...

. OBRIGADA, Bernardo Sasset...

. Cesária Évora - a outra f...

. Breves

. Sentir pena ou vontade de...

. Quereres

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds