Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

Rio para mim, só o Mondego

Sempre soube que o "meu" rio, era o Mondego. Já engrossei o seu caudal com as minhas lágrimas, já tive com ele longas conversas - monólogos, melhor dizendo.

 

Desde Dezembro que sei, sinto, tenho certeza, que quero e preciso viver perto dele.

 

Em Dezembro, em Vila Soeiro, ele foi meu confidente. Ouviu-me pela manhã e, apesar do frio, aqueceu o meu Natal.

 

Fizemos crescer aquela cumplicidade que existe entre os verdadeiros amigos. Sim, porque eu e o Mondego, somos amigos.

 

E, sinto, muitas, muitas saudades dele...

 

Uma lágrima de saudade rola-me na face, mas esta, esta não engrossa o seu caudal.

sinto-me:
tags: , ,
escrito por Eusinha às 23:24

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Cansa-me o egoísmo

. Apetece-me dizer um palav...

. Bom dia! E um sorriso.

. Entre partir e ficar

. ...

. OBRIGADA, Bernardo Sasset...

. Cesária Évora - a outra f...

. Breves

. Sentir pena ou vontade de...

. Quereres

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds