Quarta-feira, 8 de Setembro de 2010

Como "ganhei" um pézinho novo...

A coisa começou por ser uma brincadeira. Depois surgiu o convite. Ajustados todos promenores cá em casa, decidi aceitar o convite e, há hora marcada lá estava eu, devidamente equipada. Ténis apropriados, boné, mochila (com água, fruta, alguma comida e um agasalho) e, sobretudo com muito boa disposição.

 

Do grupo, apenas conhecia quem me convidou. Tudo gente muito mais nova do que eu, cheios de vida e boa disposição. Duas qualidades que eu aprecio particularmente.

 

Foram quatro horas maravilhosas, numa partilha de brincadeiras, gargalhadas, considerações.  Caminhar por entre a natureza, por trilhos que nos mostram belezas escondidas, para a grande maioria que, por desconhecimento e uma certa inércia, não se aventuram a percorrer, com pessoas que fazem do companheirismo e do respeito pelos outros e pelo ambiente que nos rodeia, o seu lema, deixou-me feliz.

 

No programa, estava previsto, no final da caminhada, um mergulho. Rumamos à zona balnear. Estava mesmo a apetecer um mergulho naquele mar, naquela água fresca e transparente.

 

Enquanto olhava à volta, à procura de sítio para estender a toalha, ia descendo uns degraus... Cabeça no ar, sede demar, muita sede do meu mar, não vi onde punha os pés e... torci o pé esquerdo em cima de uma pedra. Sentei-me agarrei-me ao pé, movimentei os dedos. Tudo bem! Movimentos sem dor.

 

Mar... mar... mar! Nadei, refresquei o corpo e a mente. À saída da água o pé doeu um pouquinho... não liguei muito. Mas, de volta ao carro, conduzir até casa foi doloroso.

 

Já em casa, um banho quente, um jantar leve e sentia-me pronta para mergulhar no sofá, quando o pé voltou a doer. Gelo! Gelo! Muito gelo!

 

Durante a noite voltei a fazer gelo...

 

Ao acordar, não tinha dúvidas:de uma ida ao Centro de Saúde, não me iria livrar.

 

Após exame por parte da médica e uma visitinha ao radiologista, saí de cadeira de rodas (ah! pois é!) e, com o meu pézinho de cinderela transformado num pé e gigante.

 

Conclusão: "férias" forçadas! Entre 2 a 3 semanas de mergulhos divididos entre a cama e o sofá... Músculos trabalhados na perfeição. Sim, porque isto de andar de pé coxinho e de canadianas, dá músculo... Oh! se dá!

 

sinto-me: proibida de andar
escrito por Eusinha às 10:56

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009

Inexplicavelmente sinto...

... no ar a mudança!

 

Assim, do nada. Surge no meu interior aquela energia oculta e fascinante que me leva a acreditar que tudo é possível. Ou melhor, que tudo de bom é possível.

 

... aquela excitação!

 

A mesma que me leva a olhar as coisas, ver as pessoas, amá-las,  e viver a vida, de uma forma mais completa.

 

... que flutuo!

 

Envolta em luz e paz. Numa harmonia perfeita, entre o ser e o estar. Na medida certa, no equilíbrio justo, que me conduz à felicidade.

 

... nada mais poder desejar!

 

Não tenho tudo. Mas, tenho quase tudo aquilo que me faz feliz.

 

...amor!

 

Amo muito! Mesmo que amar não implique retorno.  Amo assim mesmo. É bom amar!

 

Assim, sinto tudo isto... inexplicavelmente

 

 

 

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 22:44

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Setembro de 2009

...

 

Só começo a viver quando saio a porta do serviço em direcção à rua, se é que me faço entender, e isso só acontece à tarde. Fiz a viagem até casa a ouvir Duran Duran. Cheguei a casa comi uma torrada com doce de tomate e maçã, bebi um copo de leite magro. Vesti o biquíni, pus a toalha ao ombro e entrei no jipe. Destino: praia!

 

Mergulhei nas àguas límpidas e azuis e, nadei, nadei, nadei... até me cansar. Deitei-me na toalha a "alourar" ao sol... Deixei-me ficar quieta e alheia ao que se passava à minha volta. Adormeci. Acordei. Hora de regresso.

 

Já em casa, o duche.Os meus miminhos (creme hidratante e perfume). Escolhi um roupa mais ou menos ao calhas, vesti-me e saí. Voltei a fazer-me à estrada. Destino: inauguração de uma exposição.

 

Jantamos?! Mas é claro que jantamos! E depois? Depois o sol já dormia e, eu também deveria segui-lhe o exemplo mas, em vez disso, fui... dar um pezinho de dança e abanar o capacete, sacudir bem as ideias, senti-las completamente loucas e soltas para conseguir, no dia seguinte, enfrentar o maralhal que terminou as férias...

 

Gosto de estar viva!

 

Ah! E tu? tu não me fazes falta!

 

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 18:19

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Domingo, 30 de Agosto de 2009

Gostei desta...

Sexta feira, fomos, o marido e eu, jantar a convite de uns amigos, a um restaurante muito simpático, cujo dono conheço há já alguns anos e com quem não me cruzo muitas vezes, facto pelo qual, aproveitamos para pôr a escrita em dia. Foi giro.

 

Saímos de lá e fomos beber um copo (não importa de quê) a um barzinho/discoteca, perto da praia. A música não era da melhor mas, aqui a menina, dançou que se fartou. Lá encontramos um casal amigo, a comemorar o aniversário da senhora. Estivemos juntos pouco tempo. Eles já estavam de saída.

 

Quanto a mim, diverti-me imenso. Dancei e cantei e, dançaria e cantaria muito mais, não fossem os novatos e o marido estarem cansados e, termos de nos levantar cedo no sábado, afinal íamos todos a uma festa de praia...

 

Duas horitas de sono e voltamos a encontrarmo-nos todos.

 

Um dos putos que estava connosco na noite anterior, pergunta-me:

- Estás com dores de cabeça? Tens a boca a saber a papel?

- Eu?! Não.Sono tenho, claro, afinal dormi duas horas... Mas, porque perguntas isso?

- Porque a Maria, está.

(Maria é a aniversariante da noite anterior)

- Cota sou eu, e estou cá para as curvas...

Sorri perante o ar admirado dele. E, ri quando ele me disse:

- E danças...! Ui... danças!

 

Gostei desta... O puto devia achar que sair connosco seria uma seca e ficou surpreendido com a vitalidade desta cota.

 

Soube há pouco, em conversa com o marido, que sempre que perguntavam ao puto como tinha corrido a noite, ele referia o facto de eu ter dançado toda a noite e bem...Eheheheheh.

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 23:39

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Como "ganhei" um pézinho ...

. Inexplicavelmente sinto.....

. ...

. Gostei desta...

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds