Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

...

"Morro por ti, mas vivo por MIM!"

sinto-me: ...
escrito por Eusinha às 03:54

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 14 de Junho de 2008

Idade para ter juízo

Quantas e quantas vezes já ouvi e já disse esta frase "Já tens idade para ter juízo!"?

 

Hoje, questiono-me, sobre o facto de existir uma idade para tal e sobre o que é o juízo a que a frase se refere.

 

Será o juízo uma forma comportamental que agrada mais aos outros do que a nós próprios? Será uma fonte de falsos e hipócritas moralismos?

 

Vivo em sociedade, é certo, mas deverei anular-me para parecer bem aos olhos dos outros?

 

NÃO!

 

Devo respeitar os outros e respeitar-me. Mas devo ser, acima de tudo feliz, com as escolhas que faço. Só sendo feliz, poderei transmitir felicidade aos que me rodeiam.

 

Louca?! Sim, sou. Sempre fui... Por isso, justamente por isso, ouvi tantas e tantas vezes a frase acima referida.... E, por isso também, acho que nunca conseguirei, por muito avançada que seja a minha idade física, alcançar a idade mental para ter juízo.

 

Lamento se desiludo aqueles que projectavam aniquilar-me o pensamento e os sentimentos.

 

Eusinha, está acima de barreiras e fronteiras estereotipadas, pré-fabricadas para consumo alheio. Sou muito mais do que isso! Valho muito mais do que isso!

 

Afinal, não é todos os dias que nos podemos afirmar como sendo nós próprios. E, hoje eu sou mais eu. Sou EUSINHA!

 

 

sinto-me: No mundo da Lua
música: Fly me to the monn, Frank Sinatra
escrito por Eusinha às 13:24

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 9 de Setembro de 2007

Manhã cinzenta e a minha loucura

Estou como a manhã, cinzenta. Cinzenta e triste.

Não gosto que os planos me saiam furados, mas todos nós sabemos que isso acontece, com maior frequência do que o desejável e, hoje tudo corre e acontece ao contrário. Apetecia-me dizer uma série de asneiras, de palavras menos bonitas, mas de nada adiantaria. Antes pelo contrário, poderia piorar tudo.

 

O relógio despertou por volta das sete horas, levantei-me de um salto, cheia de energia, espreito pela janela, e é um dia escuro, triste e chuvoso que me saúda. Pronto. O dia estava estragado. A peregrinação, com aquele estado de tempo não poderia ser feita...

Volto ao quarto ainda indecisa. Quererão as minhas companheiras de jornada, arriscar?

 

Faço uma breve ligação telefónica e fico desde logo a saber que estava tudo cancelado. Ficaria para o próximo ano... Pois que seja... mas não gosto de adiar o planeado.

 

Ligo a máquina do café, ponho o pão na torradeira e, surpresa das surpresas, falhou a electricidade. Dirigi-me ao quadro central e estava tudo ligado. Tudo bem. Enquanto aguardo que a electricidade volte, decido ir tomar um banho. Um banho quente com alguns jactos de água gelada vão ajudar-me a suportar o dia. Pensei eu, e mal. Após alguns pingos quentes (que diga-se foram poucos), a água começa a correr gelada. Não era de todo o pretendido... Enrolo-me na toalha, vou até á botija e nova surpresa: vazia! Banho gelado.

 

Só havia uma alternativa, voltar para a cama.

 

Foi o que fiz.

 

A chuva caía forte. Embalou-me num sono doce. O sono transportou-me ao país dos sonhos. Encontrei-te lá. Nem sei porquê. Ultimamente nem tenho pensado em ti... Mas eras tu quem l á estava. Acusavas-me não sei de quê. Percebi que de entre muitas coisas, dizias que me tinha esquecido do dia 7 de Setembro e que te tinha mentido. Desculpa, mas eu nunca te menti. NUNCA! E, lamentavelmente, não posso dizer o contr á rio. Acordei sobressaltada. Eram onze horas.

 

Já tinha electricidade. Levantei-me. Preparei um café forte, fiz as torradas e apercebi-me que a tristeza tinha estendido o seu manto sobre mim. A energia que me tinha acompanhado durante toda a semana, tinha desaparecido. Senti-me cansada e sem forças para lutar fosse pelo que fosse.

 

Nem mesmo a possibilidade de uma alteração da rotina, nos próximos dias, me trouxe algum ânimo. A verdade é que sinto-me completa e absolutamente perdida.

 

Tentei pensar positivo, nas coisas boas que tinham acontecido nos últimos tempos. As etapas percorridas em direcção à concretização dos sonhos. Nada me conseguia animar. Nem mesmo o facto de já estar inscrita na Escola de Condução para tirar carta de moto pesada, se isso me animou. Nada.

 

Vou dar uma volta a isto. Apesar do dia continuar cinzento, apesar da chuva continuar a cair, apesar de... e de..., vou dar a volta por cima. Não é assim que tenho feito de outras vezes? Não é assim que tem de ser feito?

 

Dei por mim a pensar que gostaria muito de sair, ir até Coimbra, estar com alguns amigos que ainda tenho por lá quem sabe até esticar a noite? Ir até à Vinyl , dançar muito. Nem sei como está a Vinyl , o Xano vendeu aquilo... Ou se calhar nem interessava o local, desde que estivesse em Coimbra e entre amigos, qualquer barzinho da moda (ou não) servia., desde que eu pudesse dançar, muito. Aceito sugestões. A que locais podemos ir, na noite de Coimbra ?

 

Eu sei, estou louca. Completamente. Será que a minha insanidade mental se transformou na minha forma de vida? É bem possível. Decidi soltar as amarras e o resultado foi a loucura. Internem-me. Não conheço os nomes dos hospitais psiqui á tricos portugueses, mas de entre todos deve haver um que me aceite. E que me deixe lá ficar até ao fim dos meus dias. Não mereço estar noutro lado. E lá ninguém mais se lembraria de mim... E de lá não traria mais dissabores a ninguém...

 

Enfim...

sinto-me: louca
escrito por Eusinha às 13:20

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. ...

. Idade para ter juízo

. Manhã cinzenta e a minha ...

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds