8 comentários:
De aspalavrasnuncatedirei a 16 de Maio de 2007 às 14:32
No alto dos teus 54 anos és uma mulher sábia... as correcções têm que ser feitas todos os dias para, para que a cada instante que passa, sejamos pessoas melhores.Beijinhos.
Visita-me: aspalavrasnuncatedirei.blogs.sapo.pt
De Eusinha a 17 de Maio de 2007 às 18:53
Concordo contigo, mas por vezes sou assaltada pelo receio de não estar a corrigir mas sim a errar ou a insistir no erro...
Beijinho
De aspalavrasnuncatedirei a 17 de Maio de 2007 às 18:56
E achas que és a única a ter essa sensação???
Beijinhos.
Visita-me: http://aspalavrasnuncatedirei.blogs.sapo.pt/
De Eusinha a 17 de Maio de 2007 às 19:16
Não, não sou a única... E não sei se isso me deixa triste ou apoiada.
Beijinho
De manuel josé a 18 de Maio de 2007 às 14:54
Olá eusinha
desculpa invadir o teu espaço, mas fiquei sensibilizado perante o que li.
Todos nós erramos, não há ninguém perfeito.
Não se ache enfermo, presa a um leito de dor, não desanimes.
Suporta com paciência o seu estado de espírito, por meio dele o teu corpo está purificando.
A tua alma não tem idade, a tua mente jamais envelhece.
De Eusinha a 19 de Maio de 2007 às 12:22
Olá Manuel
Não te consideres um intruso neste meu cantinho. Nele é sempre bem-vindo quem vier por bem, a porta está sempre aberta.
Obrigada pelas tuas palavras. Sabes o receio que tenho não está em errar, mas sim em não me aperceber do erro.
Volta sempre
De apenasMadalena a 18 de Maio de 2007 às 15:55
Então, vamos lá a pensar positivo!
Todos passamos por fases em que achamos que nd do q fazemos é o certo, em que nos sentimos mal connosco e com os outros, mas dps vem a bonança e afinal as coisas vistas de outro prisma até~nem eram assim tão más.
Olha eu ando há mais de 1 ano a curar 1 depressão, já passei por situações complicadas, mas ergui-me e jurei a mim mesma q vou ultrapassar esta negatividade.
Eu costumo andar por aki, como sabes, se puder ajudar...
Bjokas gandes, bom fds e ânimo!
Madalena
De Eusinha a 19 de Maio de 2007 às 12:30
Obrigada Madalena
Eu sou por norma positiva. A minha filha diz que não sabe como é que eu consigo ver dentro dos chamados azares, o lado bom, mas o facto é que vejo. Mas de vez em quando sou assaltada pelo receio de insistir em erros (alguns deles nem sei que o são).
Beijinhos grandes

Comentar post