Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007

Ainda a questão do referendo sobre o aborto

Eu sei, já começa a cansar. Por todo lado só se ouve falar do aborto, existem cartazes espalhados, há debates e muitas das opiniões emitidas vêm no sentido de baralhar mais do que esclarecer.

Tinha prometido a mim mesma que, salvo algum comentário em algum blog, omitir-me-ia de expressar aquilo que penso.

No entanto, como as pressões são várias, resolvi manifestar-me:

  • Não concordo que se faça de um assunto tão delicado, bandeira politica, independentemente do partido politico ou movimento;
  • Não concordo que a religião se intrometa;
  • Não aceito falsos moralismos e hipocrisias;
  • Acho que cada um, como ser pensante que é, tem a capacidade de decisão;
  • Votar no sim ou no não, cabe a cada um decidir; mediante o conhecimento da realidade.

Quem me conhece, sabe qual a minha opinião pessoal.

Sou pelo SIM! Se calhar pela mesma razão de muitas outras pessoas...

Respeito quem assume o NÃO, mas por favor respeitem o meu SIM.

E sobretudo não substimem a inteligência de quem tem uma ideia ou vontade contrária à vossa!

sinto-me: cansada
tags: ,
escrito por Eusinha às 17:58

link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De ant.b a 18 de Janeiro de 2007 às 20:50
partilho claramente a tua opinião.
acho k se politikisa demasiado o tema.
a religião carrega bandeiras e dogmas dum passado antigo, cheio de moral, mas k em mtos casos não respeita.
deviam só informar e deixar as pessoas pensarem no tema, sem influências externas, afinal a população tb pensa.
eu sou homem e sou a favor.
MAS se o caso fosse directamente relacionado cmigo, pensaria milhares de vezes e acho que preferia k o aborto não fousse para a frente.
com experências próximas por motivos diferentes, vejo k deixa marcas no interior de v. ( não sei se é comum mas...)

De Eusinha a 18 de Janeiro de 2007 às 21:49
É claro que deixa marcas e algumas delas bastantes profundas e para toda a vida.
Mas já pensaste em quantas mulheres já o fizeram sem assistência? Nos riscos que correram? E até naquelas que morreram por o terem feito?
Pela sensibilidade que revelaste em relação ao asunto, um
Volta sempre
De ant.b a 20 de Janeiro de 2007 às 20:43
eu, concordo contigo.

o Sim irá criar melhores condições técnicas às mulheres e acabar c certas instituições k arrecadam milhões de € à custa da sua saúde.

se puderes vê a opinião fundamentada do NÃO no blog reflexão de inmyway. acho mto mto mto boa.

um gr.
De Eusinha a 22 de Janeiro de 2007 às 22:38
Passei pelo blog que me sugeriste e estive atenta a toda a explanação. Mas, continuo com a minha opinião, que é pessoal. Aliás no meu texto refiro que a minha razão para votar sim é, se calhar a muitas outras pessoas.
Não vou, porque entendo que não devo fazê-lo, referi-las, nem impingi-las aos outros.
Beijinho
De luar a 19 de Janeiro de 2007 às 11:29
Concordo!!
De gomesh a 23 de Janeiro de 2007 às 09:24
De todos os blogs que tenho visitado sobre o aborto (e tenho visitado muitos) tenho de admitir que a tua opinião é a que mais se aproxima da minha.
Parece que em Portugal ainda temos muitas raízes do tempo do estado novo. Deixem as pessoas pensar e agir por si mesmas... respeito quer não concorda como o aborto, mas exijo o mesmo respeito pelas minhas convicções .
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

De todos os blogs que tenho visitado sobre o aborto (e tenho visitado muitos) tenho de admitir que a tua opinião é a que mais se aproxima da minha. <BR>Parece que em Portugal ainda temos muitas raízes do tempo do estado novo. Deixem as pessoas pensar e agir por si mesmas... respeito quer não concorda como o aborto, mas exijo o mesmo respeito pelas minhas convicções . <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Parabens</A> !
De Eusinha a 30 de Janeiro de 2007 às 14:38
Olá. Tenho andado um pouco arredia do blog, por isso só hoje te agradeço as palavras que cá deixaste e aceito os parabéns.
Um beijinho. Volta sempre
De aprenderaviver a 24 de Janeiro de 2007 às 12:29
Eu sou a favor da Liberdade. A partir daí cada mulher/casal decidirá o q acharem melhor. Mas cabe às pessoas essa decisão. Eu pessoalmente sou pelo Sim.

Comentar post

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Cansa-me o egoísmo

. Apetece-me dizer um palav...

. Bom dia! E um sorriso.

. Entre partir e ficar

. ...

. OBRIGADA, Bernardo Sasset...

. Cesária Évora - a outra f...

. Breves

. Sentir pena ou vontade de...

. Quereres

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds