Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Marés

Há uns meses atrás tinha cá em casa quatro máquinas de lavar roupa. Não eram novas, mas funcionavam todas. Duas tipo industrial e duas normais.

 

Acontece que, aquela que eu utilizava mais, avariou. Chamado o técnico, chegou-se à conclusão que o custo da reparação era superiror ao valor da máquina. Avançou uma das outras. Ao ligá-la, começou a deitar fumo por tudo o que era lado. Como já não era nova, não chamei o técnico e, juntei-a à outra para que a Câmara Municipal as viesse recolher.

 

Ainda tinha as duas tipo industrial. Diga-se que uma não trabalhava há um mês e a outra desde que vendera o apartamento onde ela estava.

 

Liguei a primeira e, funcionava. Boa! Carreguei-a com a roupa a lavar, seleccionei o programa adequado e toca de virar costas, confiante que tudo iria correr bem... Quando me dirigi ao quarto das máquinas para verificar se estava tudo bem, tinha o recinto inundado e a água saia da máquina por tudo o que era lado.

 

Juntei esta às outras duas e instalei a quarta no devido sítio. Ao ligá-la ela simplesmente não respondeu.  O motor, por falta de uso, "colou".

 

Conclusão: tive de comprar uma máquina de lavar roupa nova.

 

Agora, a brincadeira parece querer repetir-se, mas com os computadores cá de casa.

 

No final do mês de Agosto, o meu portátil deixou de trabalhar. O meu marido levou-o ao técnico. Sabíamos que era o disco rígido. Quando chegou à loja, o "bichinho" funcionou. Até domingo... Domingo, "morreu" de vez! Ontem, o meu filho ligou o computador da comunidade (assim chamado porque está instalado no sótão e é utilizado pelo meu filho e pelos amigos dele sempre que precisam, quer para trabalhos quer para jogarem), ligou-o e ele nada... diagnóstico: disco rígido foi à vida.

 

Hoje, estou a escrever no computador da filhota. Mas, não posso utilizá-lo sempre. Só o posso fazer quando ela não precisar dele. Espero que este se aguente...

 

Como "o mar não está para lapas", estabelecendo uma ordem de prioridades, avançará logo que possível um disco rígido para o computador da comunidade e o meu bichinho ficará a descansar à espera de melhores dias, se eles vierem...

 

Nesta fase em que ainda estou de perna esticada, tinha conseguido um trabalho junto de uma investigadora universitária e que, para além de me manter ocupada, iria proporcionar-me a entrada de algum dinheirito extra, para, justamente, compensar a quebra no vencimento... Vou acabar este trabalho e já não me poderei comprometer com o outro que já está a ser preparado.

 

É caso para dizer que um azar nunca vem só...

 

Nota: Devo ficar ausente por algum tempo... Quanto?!

 

 

 

 

sinto-me:
tags: , , , ,
escrito por Eusinha às 12:27

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 21 de Março de 2010

Dia Mundial da Poesia

Hoje, é o Dia Mundial da Poesia.

 

E, porque a poesia faz parte da minha vida (quase como se de um alimento se tratasse), deixo aqui este poema, que dedico a todos quantos continuam a visitar este meu cantinho, continuam a deixar comentários e a lembrar-se de mim... Obrigada,

 

Coisas, Pequenas Coisas

Fazer das coisas fracas um poema.

Uma árvore está quieta,
murcha, desprezada.
Mas se o poeta a levanta pelos cabelos
e lhe sopra os dedos,
ela volta a empertigar-se, renovada.
E tu, que não sabias o segredo,
perdes a vaidade.
Fora de ti há o mundo
e nele há tudo
que em ti não cabe.

Homem, até o barro tem poesia!
Olha as coisas com humildade. 

                                           Fernando Namora, in "Mar de Sargaços"

sinto-me: a precisar de um café FORTE
escrito por Eusinha às 10:40

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

A ARTISTA

Nem sempre percebo a "arte". Mas a tua percebi-a. Percebi a mensagem, o contexto, as texturas, as cores, a palavra e o poema.

 

Sabes, penso até que um dos teus azulejos, seriam perfeitos para uma prenda de Natal apaixonada. Quem não gostaria de receber um azulejo teu, com a palavra "Amo-te" escrita?! Eu, adoraria!

 

Já imaginei, inclusivé, a parede da minha sala, com um painel teu... Porquê? Porque eu sou assim. A arte quando me toca, toca a sério. E a tua tocou-me. Obrigada. Acho que devemos agradecer o que de bom nos acontece. E os teus azulejos, foi e é algo de muito bom.

 

 

Quererão, porventura, os meus amigos saber de quem falo. Pois bem, falo de uma jovem com um talento fantástico, uma sensibilidade extraordinária, um sorriso bonito e um olhar doce. Ah! claro. O nome dela. Manuela. Manuela Pimentel. A artista.

 

A quem possa interessar, http://impressoesderisco.blogspot.com/. Aqui poderão encontrar um pouco do trabalho desenvolvido e perceber do que estou a falar .

 

 

 

 

 

sinto-me: a precisar de um café forte
escrito por Eusinha às 15:22

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Coisas pequenas

 

 

 

 

 

As coisas pequenas não significam muito, elas significam tudo.”

 

 

 

                                                                                                Harvey MacKay

 

 

 

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 08:50

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Que é feito de vocês???

Dei por mim a pensar em alguns amigos virtuais, que de uma forma ou de outra, foram importantes para mim. Infelizmente, para mim, deixaram de andar por aqui e eu, sinto a sua falta.

 

Pessoas a quem nunca vi o rosto ou sequer ouvi a voz, mas que gostava de ler o que escreviam, apreciava os seus comentários e com quem, alguns, cheguei a "teclar".

 

Estou a lembrar-me do Pedro Sousa, que me ajudou muito, quando foi diagnosticada à minha mãe, uma encefalopatia; o Manel José, sempre com os seus comentários prontos e certeiros; da "apenasmadalena" cuja grandeza interior era inspiradora, entre outros...

 

A vocês, o meu obrigada, por terem feito parte do meu universo (pelo menos por um tempo). O que é feito de vocês? Espero que estejam bem e felizes.

 

Um beijo para todos e obrigada por aquilo que me deram...

 

 

 

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 23:20

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Cestinha para a Libel

Acordei cedo. Estou de férias mas, mesmo assim, hoje quis acordar e levantar-me cedo. Fui até à minha horta. Hoje, particularmente, fiz uma colheita especial:

- uma couve coração

- uma alface

- alguns tomates vermelhinhos

- um raminho de salsa

- um raminho de hortelã

- um raminho de hortelã pimenta

- tomates de capucho (Physalis).

 

Coloquei tudo agradavelmente ordenado numa cestinha de vimes. Decorei com um botão de rosa, colhido de passagem.

 

Gostei do resultado. 

 

Colorido e cheiroso!

 

Este é o meu singelo agradecimento à Libel.

 

Leva-a. É tua, esta cestinha.

 

Muito obrigada. O tempo e as palavras que me dedicaste, emocionaram-me.

 

Regressa sempre que te apetecer. És sempre bem-vinda.

 

 

sinto-me:
música: A dos pássaros, aqui no meu quintal
escrito por Eusinha às 09:52

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sábado, 3 de Janeiro de 2009

Obrigada!

Não gosto de fazer seja o que for por obrigação ou imposição. Gosto de fazê-lo pelo prazer que me dá.

 

Por vezes sou acusada de mal educada, por negar-me a embarcar em hipocrisias...

 

Tudo isto para dizer que as palavras que aqui vou deixar, são aquilo que sinto: OBRIGADA!

 

Obrigada a todos aqueles que, de uma forma carinhosa, sincera e desinteressada, deixaram quer neste meu cantinho, quer na minha caixa de correio e até mesmo no telemóvel, mensagens de Natal e Ano Novo.

 

Apenas o fizeram pessoas especiais para mim. O que fez aumentar o carinho e amizade que nos une.

 

OBRIGADA uma vez mais.

 

E sejam, muito, muito felizes neste ano e nos próximos. Que a Paz, a Solidariedade, a Amizade, a Saúde, e o Amor, sejam vossos parceiros de vida. Que o dinheiro esteja nos vosso bolsos e nas vossas contas bancárias e que o mesmo seja também uma arma na luta contra a indiferença.

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 11:43

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 22 de Novembro de 2008

Para que conste

Ando por aqui, apenas porque me apetece. Não tenho intuito de me imiscuir na vida de ninguém, nem me passa sequer pela ideia que alguém possa fazê-lo comigo. Aliás, não o admito sequer. Mexericos não me interessam nem um bocadinho. Não passam disso mesmo: mexericos. Ditos de gente mal intencionada, sem vida própria, que se ocupa da vida alheia, quiçá, justamente para desviar a atenção do podre e pobre que é a sua própria existência, deturpando verdades ou simplesmente inventado situações, que em nada abonam em favor dos próprios.

 

Nada procuro. Quero apenas um pequeno espaço para escrever. Este espaço.

 

Quando comento um post, faço-o apenas porque quero. Porque me disse algo ou porque achei que devia fazê-lo. Não têm, os meus comentários, segundas intenções. E, estou-me literalmente nas tintas para pensamentos que mentes perversas possam ter. Esses pensamentos são da inteira responsabilidade de quem os tens. Se deles e, por acção da palavra surgirem boatos, temos pena. São puro reflexo de uma pobreza de espírito e desconhecimento do ridículo a que se expõem quem os difunde.

 

Antes de contarem algo sobre alguém, lembrem-se da história das três peneiras.

Olhem-se ao espelho.

Melhorem o vosso "eu" interior.

Sorriam para dentro. Sorriam para fora. Sorriam, por tudo e por nada. Mas, sorriam!

E riam. Riam muito. Riam alto.

Aceitem-se tal como são: com defeitos e qualidades. Ninguém é perfeito. Uns são melhores numas coisas, outros noutras...

Completamo-nos nas fragilidades, com a força de quem nos rodeia.

 

Façam-me um favor: SEJAM FELIZES! MUITO FELIZES! e, deixem-me sê-lo, também.

sinto-me:
escrito por Eusinha às 10:25

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 4 de Outubro de 2008

Desabafo

Não vivo no fim do mundo, mas até parece. Desde ontem que os telemóveis não conseguem captar rede, a internet, volta e meia desaparece. Preciso comunicar e não consigo...

 

O que me leva a pensar o que faria, se precisasse comunicar, há por exemplo vinte anos atrás?!

 

Complicado...

 

Desde que iniciei este post, já fiquei sem ligação, via internet, umas quantas vezes (o que me vale são os rascunhos), e o outro que tinha na calha, foi-se, por quebra de inspiração.

sinto-me: irritada
escrito por Eusinha às 20:41

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Gavetas

Pois é, gavetas... Acho que nunca tinha pensado neste assunto, até ontem. O que nós guardamos nas gavetas...

 

Ao final da tarde, ao chegar a casa, tive de ir procurar um documento que, diga-se a verdade, não fazia a ideia em qual das gavetas estava arrumado.

 

Bem... o que eu encontrei... A quantidade de papéis inúteis que estavam guardados. A papelada que eu tinha guardada e que há muito deveria ter sido queimada ou triturada. E, quantos vão continuar guardados...

 

Tive surpresas. Confesso que tive. Descobri pequenos pedaços de mim em alguns dos papéis que encontrei, noutros encontrei provas da importância que alguém teve/tem na minha vida.

 

Até encontrei bilhetes e horários de comboio, um mapa desdobrável de Portugal, talões de restaurantes, bilhetes de autocarro, enfim, motivos para reviver momentos felizes, histórias minhas, encontrar-me.

 

Encontrei o que procurava e limpei e arrumei algumas gavetas. Estas últimas ficaram com algum lugar disponível para voltar a acumular pequenos pedaços da minha vida

 

 

sinto-me: esplendorosa
escrito por Eusinha às 19:31

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Marés

. Dia Mundial da Poesia

. A ARTISTA

. Coisas pequenas

. Que é feito de vocês???

. Cestinha para a Libel

. Obrigada!

. Para que conste

. Desabafo

. Gavetas

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds