Quinta-feira, 27 de Julho de 2006

Data limite

O Sol está a pôr-se. Incendeia o alpendre com os seus raios filtrados por algumas nuvens; o calor é suave e retemperador.

A rede balança docemente e eu deixo-me levar. Voo até longe, se bem que o mais longe que consigo ir, é até ao fundo do quintal.

A imaginação é fabulosa e essa sim, transporta-me para longe, muito para além do fundo do meu quintal... Leva-me até ti.

Não com a mesma intensidade de antes, mas com uma certa melancolia e tristeza.

Concedi-nos, uma data limite que medeia entre 4 e 8 de Agosto, para te/nos "arquivar" no meu livro de memórias e histórias para contar.

Não dizes nada, nem dás sinal de vida, desde o dia 4 de Julho (o Dia da Independência), será significativo? Ganhaste a tua independência de mim? Parece que sim!

Foi efectivamente bom... Pena que tenha terminado desta forma. Sim, porque afinal, apesar da data limite, sei que terminou no dia 4 de Julho, ou terá sido antes?

Despeço-me de ti. Desejo que a tua vida seja exactamente aquilo que tu mais desejas... Tudo, tudo de bom para ti...

Continuo a... Esquece. Perdi as ilusões.

Beijinhos.

sinto-me:
escrito por Eusinha às 22:02

link do post | comentar | favorito

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Data limite

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds