Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009

Inexplicavelmente sinto...

... no ar a mudança!

 

Assim, do nada. Surge no meu interior aquela energia oculta e fascinante que me leva a acreditar que tudo é possível. Ou melhor, que tudo de bom é possível.

 

... aquela excitação!

 

A mesma que me leva a olhar as coisas, ver as pessoas, amá-las,  e viver a vida, de uma forma mais completa.

 

... que flutuo!

 

Envolta em luz e paz. Numa harmonia perfeita, entre o ser e o estar. Na medida certa, no equilíbrio justo, que me conduz à felicidade.

 

... nada mais poder desejar!

 

Não tenho tudo. Mas, tenho quase tudo aquilo que me faz feliz.

 

...amor!

 

Amo muito! Mesmo que amar não implique retorno.  Amo assim mesmo. É bom amar!

 

Assim, sinto tudo isto... inexplicavelmente

 

 

 

 

sinto-me:
escrito por Eusinha às 22:44

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Confesso-me...

Perdida no labirinto das palavras e na encruzilhada dos sentidos.

Excessivamente só, apesar dos tantos, tantos que me rodeiam.

Numa apatia sem nexo.

 

Confesso-me... assim...

 

 

P.S. A verdade é que caí, bati com a cabeça numa rocha (há já uma semana e uns dias), tenho um galo que canta o dia todo (e a noite também) e, nada voltou a ser como dantes...

sinto-me: um fino caía mesmo bem
música: More Than Words, Extreme
tags: , ,
escrito por Eusinha às 18:49

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Finalmente descobri o que me faz falta

Tenho andado triste e desanimada com todos os acontecimentos ocorridos nestes últimos tempos.

 

Não consigo concentrar-me. Não fico sossegada a ver um filme, nem consigo ler (apesar de gostar de ler e andar sempre com livros atrás de mim), não consigo cozinhar com prazer (justamente uma das coisas que me dá mais gozo fazer em casa)... Nada!

 

Há pouco, enquanto pensava que isto não podia continuar assim e que deveria agir rapidamente para que as coisas não piorassem, descobri o que me estava a fazer falta. Incrível! Faz-me falta a emoção, a adrenalina, a novidade. Os últimos tempos têm sido demasiado desgastantes e nada compensadores do ponto de vista emocional.

 

Não tenho tido tempo para pensar em mim. Sofri demasiados desaires  e contratempos, desilusões a todos os níveis e falta de apoio justamente de onde deveria vir, os problemas de saúde (daqueles que me são próximos e os meus), conduziram a uma quebra acentuada da minha auto estima. 

 

Nunca me achei bonita. Nem sou. Apenas sou eu própria. Neste momento sinto-me um farrapo. Sombra de mim própria.

 

O facto de olhar o espelho e ver a quantidade de cabelos brancos, que se multiplicam a cada dia, também não ajuda. Faz-me pensar em tudo o que deveria ter vivido e não vivi, naquilo que poderia ter feito e não fiz, nas oportunidades que desperdicei... As oportunidades não voltam!

 

A verdade é que me sinto envelhecida. Não pela idade, mas pelo espírito cansado e pela falta de alternativas.

 

Falta-me então, emoção, adrenalina e novidade.

 

Nesta pasmaceira em que me recolhi, não sei onde irei encontrar estes três "ingredientes" que poderão trazer de volta a Eusinha de sempre: risonha, brincalhona, feliz...

 

Preciso, urgentemente de: atascar o jipe num lamaçal qualquer; dançar uma noite inteira; passear de moto (mesmo debaixo de chuva); sentir o calor da amizade; pisar os palcos, de novo, cantar pela noite dentro e animar os serões dos outros; sentir a invasão dos nervinhos miúdinhos perante o desconhecido; sentir os arrepios e todas as sensações que o amor me pode dar; ir para os copos com o pessoal (mesmo só para beber àgua tónica com rodelas de limão); voltar a sentir-me VIVA!

 

 

 

P.S. E preciso falar com o meu amigo RUI. Devo-lhe um pedido de desculpas.

 

 

 

 

 

 

sinto-me: A precisar sentir-me bem
escrito por Eusinha às 18:28

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

...

"Morro por ti, mas vivo por MIM!"

sinto-me: ...
escrito por Eusinha às 03:54

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 18 de Abril de 2006

Eu existo!

Estou cansada.

Tive uma noite de insónia e um dia stressante.

Alimentei durante todo o dia a esperança que me dirias alguma coisa, como não o fizeste, estou a passar do desespero e angústia da espera à raiva de ser tão tonta ao ponto de pensar e acreditar que me ligarias.

A raiva não a sinto de ti, mas de mim.

Porque me dirias tu alguma coisa?

Tens tudo. Porque te preocuparias em ligar-me?

Sou mesmo uma parva.

O que me vale são as pequenas surpresas que a vida, pelas mãos de alguns que me rodeiam, me proporciona.

Aquelas pequenas coisas...

Sabes, aquelas que são tão pequenas como um sorriso, como os olhares que se cruzam na cumplicidade do momento, como toque da mão de uma criança.

Não mereço ficar nesta espera contínua e absurda, do desconhecido e incerto futuro contigo.

Vou trabalhar por mim e para mim, para a minha felicidade e realização, sem estar continuamente à espera de alguém que, só quando não tem mais nada para fazer se lembra que eu existo.

EU EXISTO!

Não sou bonita, não sou nova, não sou pessoa à tua altura (talvez), mas existo. Sou Eusinha !

E, garanto-te vou lutar por mim e pelos meus sonhos.

 

sinto-me:
tags:
escrito por Eusinha às 23:14

link do post | comentar | favorito

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Inexplicavelmente sinto.....

. Confesso-me...

. Finalmente descobri o que...

. ...

. Eu existo!

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds