Sábado, 1 de Abril de 2006

Nunca sei de que lado estás...

Tu és assim... imprevisível! Nunca sei de que lado estás... E isso confunde-me.

Por vezes terno, doce, adorável; outras erótico e sensual; outras ainda desligado, egoísta e mentiroso.

Quando acordo e penso que o meu dia vai correr de uma certa forma (tendo como ponto de referência o dia anterior e pensando que vai de certeza existir uma continuidade), engano-me. Sou abalada pela tua personalidade multifacetada e vejo caírem por terra todas as minhas esperanças e ilusões.

Contigo nunca sei o que vai acontecer a seguir... E sinto um desgaste enorme resultado do meu autocontrole.

Não seria mais simples pra nós, que nos amassemos apenas?

De que tens medo?

Vem! Ajuda-me a perceber o que se passa contigo... Deixa-me mergulhar no teu íntimo e por favor não fujas, não te faço mal. Nunca fiz, ou pelo menos julgo que nunca fiz.

Vamos viver aquilo que tão sabiamente a vida nos proporciona, sem medos, sem receios, sem mágoas, sem cobranças, sem..., sem....

Só com aquilo que temos de bom, só com o que sentimos...

sinto-me:
tags:
escrito por Eusinha às 12:17

link do post | comentar | favorito

.mais sobre o meu "eu"

.pesquisar no meu cantinho

 

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.escritos recentes

. Nunca sei de que lado est...

.coisas que eu já escrevi

.tags

. todas as tags

.favorito

. De dois em dois o caracol...

. Como irritar o signo de …

. O que alguém escreveu sob...

. Saudade

. Pensamento (meu) sobre o ...

. Paixão Motard

. DEDICADO A TI; AMIGA

. Sinto falta

. Abraço

. Sim...

blogs SAPO

.subscrever feeds